Exposição do ‘Nirvana: Taking Punk to the Masses’ em São Paulo

Está em cartaz no subsolo Pavilhão do Parque Ibirapuera em São Paulo até o dia 12 de dezembro, a exposição do  Nirvana: Taking Punk to the Masses que traz mais de 200 itens da mais aclamada banda de rock dos anos 90, responsável por levar o grunge de Seattle para o mundo. A exposição do Nirvana faz parte do Samsung Rock Exhibition, que se dedica a trazer exposições de rock e da cultura pop ao país.

Organizada pelo Museu de Cultura Pop em Seattle (MoPOP), a exposição Nirvana : Taking Punk to the Masses  já obteve mais de 3 milhões de visitantes nos 6 anos que esteve em cartaz em Seattle, sendo o Brasil o primeiro país que a exposição se desloca, antes de chegar em São Paulo esteve em cartaz no Museu Histórico Nacional no Rio de Janeiro. Com curadoria de Jacob McMurray a mostra traz ao público itens raros do inicio da trajetória do Nirvana até o processo criativo da produção do seu último disco “In Utero”, até a  morte de Kurt Cobain em 1994 e o encerramento da banda.

Nirvana, grunge e o Noroeste do  Pacífico

Os anos 90 foi um período de surgimento de muitas bandas nos estados do Noroeste do Pacífico, entre elas estava o Nirvana, a exposição traça um paralelo do movimento do grunge em diversos estados, sendo possível escutar  as principais bandas que estão ligadas a história do rock nesse período, uma ótima oportunidade de aprofundar seu conhecimentos sobre a cultura musical da época.

Exposição do Nirvana com maior acervo de Kurt Cobain do mundo

O curador Jacob McMurray se gaba de possuir o maior acervo de Kurt Cobain do mundo, tanto que apenas 200 itens do 500 que ele possuem foram selecionados, entre os objetos que o público pode está apreciando, está a guitarra Univox Hi-Flier que Kurt Cobain destruiu antes do lançamento do primeiro single “Love Buzz”,  a guitarra Fender Mustang usada na última turnê, fotografias tiradas em diversos momentos do vocalista, figurinos de shows, cartas ilustradas ao fã clube e até uma pintura feita por Kurt Cobain no colegial.

Objetos que contam a trajetória da banda

Pra qualquer fã  ter a oportunidade de ver objetos que simbolizam a trajetória de seus ídolos é uma grande emoção, então se prepare pois  a exposição do Nirvana: Taking Punk to the Masses’ vai te deixar com o coração apertado, você pode chegar perto de itens exclusivos na exposição no Brasil, como a fita demo original gravada por Jack Endino em 1988, que o nome de Kurt Cobain está escrito errado, essa demo foi responsável pelo  seu contrato com a Sub Pop Records.

Aliás o contato com a Sub Pop Records em 1989 está em exposição, nele se lê o contrato de 3 álbuns com o Nirvana, que foi comprado pela DGC Records em 1991, estão presentes também o conceito da arte do álbum do “Nervermind”, primeiro kit imprensa, cartazes de shows, itinerário de turnê, setlist de shows, discos, instrumentos musicais usados por Kurt Cobain, Dave Grohl e Krist Novoselic, cheques de pagamento, fotos e ingressos de shows, incluindo a cópia do ingresso do último show em Munique em 1994.

Escute a coleção de discos de Krist Novoselic

O baixista do nirvana Krist Novoselic é uns dos grandes apoiadores da exposição do Nirvana: Taking Punk to the Masses tanto que cedeu vários itens pessoais a exposição como a camiseta usada no VMA de 1992 e muitos outros objetos que estão na exposição, tanto que um mural foi montado com 21 discos que fazem parte da sua coleção e podem ser ouvidos pelo público, uma seleção que conta com Black Sabbath, Sonic Youth, Scream, Soundgarden e muito mais.

Documentários, shows, playlist  e citações

Fique atento que na exposição são passados vídeos em televisões com fones de ouvidos, com documentários sobre o Nirvana e shows da banda, por isso é bom ir com tempo para conseguir apreciar com calma, a trilha sonora da exposição é outra destaque, uma imersão completa nos maiores sucessos do Nirvana. Não deixe de notar as citações nas paredes dos membros da banda e do curador, com ligação ao trajeto expositivo da mostra.

Muita interação nos cenários recriados

Umas das partes mais legais da exposição é a replica do cenário da gravação do “MTV Unplugged” gravado em 1993 em que se pode assistir o icônico show da banda, outra parte interativa é a “Nevermind, Baby”, onde o público pode protagonizar a capa do álbum mais aclamada do nirvana “Nevermind”.

Na cabine “Come As You Are” é possível dançar ao som da música mais famosa e tocada do Nirvana, sua performance é toda transmitida em um televisão que fica ao lado, por isso capriche e não faça feio.

Exposição para fã de rock  não perder

A exposição ocupa 800 metros do loung do Pavilhão da Bienal do Parque Ibirapuera e vai deixar os fãs do Nirvana emocionados e os curiosos em conhecer mais sobre a banda fascinado, a exposição têm um tom pessoal do curador Jacob McMurray que é sentida nos itens escolhidos pra exposição, muito da trajetória criativa e musical e pouco de polêmicas que a banda estava envolvida, por isso não espere teorias sobre o suicídio de Kut Cobain, mas sim a  trajetória da maior banda de grunge do mundo.

Ingressos

A compra dos ingressos pode ser feita pelo site do Ingresso Rapído ou na bilheteria do subsolo do Pavilhão da Bienal de terça a sexta das 9h30 às 18h e sábados, domingos e feriados das 9h30 às 19h. Os ingressos custam de terça a quinta R$ 25 (inteira) e R$ 12,50 (meia) e sextas, sábado, domingo e feriados os valores são R$ 35 (inteira) e R$ 17,50 (meia). A exposição têm faixa etária de 16 anos, é permitida a entrada com menores acompanhados de responsáveis, crianças até 10 anos com responsável não pagam.

Funcionamento

Os ingressos são vendidos por sessões de hora em hora, de terça a sexta as sessões são as 10h, 11h, 12h, 13h, 14h, 15h, 16h, 17h e 18h e aos sábado, domingo e feriados são da 10h, 11h, 12h, 13h,14h, 15h, 16h, 17h, 18h e 19h. Confira o horário do seu ingresso e chegue com antecedência, o local é sujeito a lotação.

Como Chegar

A exposição do Nirvana: Taking Punk to the Masses está localizado no Pavilhão da Bienal do Parque Ibirapuera, o acesso é realizado por rampas em frente a Bienal, o acesso mais rápido é pelo portão 3. Você pode está utilizando o Cabify pra chegar no Parque Ibirapuera com o código DEISYR8 você ganha R$ 15 reais na primeira corrida. 


A exposição fica em cartaz até o dia 12 de dezembro de 2017


♦ Procurando Hospedagem? Faça sua reserva pelo Booking

♦ Contrate seguro viagem com desconto na Seguros Promo

♦ Procurando aluguel de carro? Alugue com a RentCars 

♦ Ganhe até R$ 100 na sua primeira hospedagem no Airnbb ♦

♦ Ganhe R$ 15 na sua primeira corrida com a Cabify com o código DEISYR8 


Exposição A Era dos Games conta os 60 anos dos jogos eletrônicos

Confira 12 Hostels Temáticos em São Paulo


 

Deisy Rodrigues

Viajante compulsiva, devoradora de livros, aspirante a cozinheira nas horas vagas e fotógrafa amadora, uniu umas das suas maiores paixões que é a cidade de São Paulo para reunir seu lado criativo, curioso e explorador e apresentar o que existe de melhor na paulicéia desvairada, mas sem deixar de lado outros destinos por onde passa.

8 thoughts on “Exposição do ‘Nirvana: Taking Punk to the Masses’ em São Paulo

  1. Que exposição mais maravilhooooosa! Ja tinha visto um outro post sobre ela.. e só fico cada vez mais doida com ela.. queria muito poder ir e ver isso tudo de pertinho <3

  2. Que massa essa exposição! Gosto bastante de Nirvana e ver isto tudo de pertinho deve ser incrível!
    Agora me conta ai… Você mandou bem na cabine “Come As You Are”??? Haha

    Abração e parabéns pelo post completasso!

  3. Não sabia dessa exposição e adorei conhecer um pouco através dó seu post.
    Gosto de Nirvana, não é a minha banda favorita mas seria muito interessante poder ver essa exposição ao vivo.

  4. São Paulo tem de tudo, né? Não sou muito de Nirvana, mas acredito que essa exposição dê a mesma sensação aos fãs que eu tive quando fui no Museu dos Beatles, hueiheu. É muuuuuuito legal ver uma exposição sobre algo que gostamos e acompanhar a “trajetória” de algo <3

  5. aeaheu geeente que vergonha,imagina ali se a galera faz umas paradas tenebrosas no palco, nem fica sabendo que as pessoas veem do outro lado da sala na tv! achei muito legal imitar a capa do cd !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *