Pinacoteca do Estado de São Paulo – O melhor da arte brasileira

A Pinacoteca do Estado de São Paulo é um museu de arte brasileira que se consagra por ser uns dos pontos turístico mais visitados de São Paulo, é daqueles lugares em São Paulo que já perdi a conta das vezes que visitei, mesmo sendo um local que já conheço bem, cada visita é sempre especial, afirmo que é o prédio com tijolos a mostra mais encantador da cidade. 

História e Arquitetura

O prédio da Pinacoteca é instalado no antigo Liceu de Artes e Ofício, foi projeto do escritório de Ramos de Azevedo no final do século XIX, que também é responsável pela construção do Theatro Municipal de São Paulo e do Catavento Cultural, sua fundação foi em 1905, sendo assim o museu mais antigo de São Paulo. 
 
 
Entre 1993 a 1998, com o projeto do arquiteto Paulo Mendes Rocha, o prédio sofreu uma ampla reforma, que deixou a Pinacoteca como conhecemos hoje, uns dos destaques da reforma são as claraboias planas, confeccionadas em perfis de aço e vidros laminados que ocupam espaços antes vazios e as novas passarelas, elevadores, parapeitos e  escadas em aço que mesclam o moderno com o antigo, quando visitar preste atenção a esses detalhes. 

Acervo e Exposições 
 
A Pinacoteca têm como foco a artes visuais com ênfase na produção brasileira do século XIX até a contemporânea. O seu acervo original foi formado pela transferência de 20 obras de artes  do Museu Paulista (em reforma) de artistas que atuaram em São Paulo.
 

Atualmente a Pinacoteca conta com 11.000 obras no seu acervo, destaque para Cândido Portinari, Victor Brecheret, Anita Malfatti, Tarsila do Amaral e Di Cavalcanti. O primeiro andar do prédio é reservado para as exposições temporárias e o segundo piso para a exposição permanente “Arte no Brasil” e onde funciona também a Galeria Tátil de Esculturas Brasileiras, voltadas para pessoas com deficiência visual. 


Parque da Luz

 
Quem visita a Pinacoteca se encanta também com o Parque da Luz, é possível avistá-lo pela varandas do museu e pelo seu agradável café que fica de frente para o parque. O Parque da Luz abriga 50 esculturas que  que fazem parte do acervo da Pinacoteca.

Estação Pinacoteca 
 
Desde 2004 a Pinacoteca incorporou o edifício do Largo General Osório a poucas quadras de distância, estabelecendo no edifício a Estação Pinacoteca.  No térreo funciona o Memorial da Resistência, no primeira andar fica o Centro de Documentação e Memória da Pinacoteca do Estado (Cedoc) e a Biblioteca Walter Wey, no segundo andar está uns dos mais importantes acervos de arte moderna no país a  Coleção Nemirovsky e finalmente no terceiro andar está o  Gabinete de Gravura Guita e José Mindlin.
 
 
O ingresso adquirido permite acesso aos dois endereços.  Se estiver com disposição é possível ainda fazer a visita guiada a Sala São Paulo que fica encostada na Estação Pinacoteca.  

Estação da Luz
 

A Pinacoteca está localizada em frente a Estação da Luz, local de grande importância histórica para  a cidade e onde funciona a linha azul  e amarela do metrô  e a linha rubi da CPTM, chegar de transporte público  na Pinacoteca é a melhor opção.


Visite
 
Visite a Pinacoteca do Estado de São Paulo e admire a sua arquitetura, seu prestigiado acervo, tome um café contemplando o parque da Luz e ainda estique a visita a Estação Pinacoteca, garantia de um ótimo programa pela região. 

Pinacoteca do Estado de São Paulo


Pinacoteca do Estado de São Paulo
 
Localização: Praça da Luz, 02 ( Pinacoteca) e Largo General Osório,66 (Estação Pinacoteca). 
Funcionamento: Quarta a segunda, das 10h às 17h30 com permanência até as 18h.
Ingresso: R$ 6,00 (inteira) e R$ 3,00 (estudante).Grátis aos sábados. Crianças com até 10 anos e idosos maiores de 60 anos não pagam. O ingresso da direito a visita nos dois endereços.

Deisy Rodrigues

Viajante compulsiva, devoradora de livros, aspirante a cozinheira nas horas vagas e fotógrafa amadora, uniu umas das suas maiores paixões que é a cidade de São Paulo para reunir seu lado criativo, curioso e explorador e apresentar o que existe de melhor na paulicéia desvairada, mas sem deixar de lado outros destinos por onde passa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *